Dia Internacional da Mulher: A luta não acabou


Nesta quinta-feira, 8 de março, quando é celebrado o Dia Internacional da Mulher, refletimos a longa trajetória de lutas do gênero em busca de autonomia, igualdade e direitos!

Através de mobilizações históricas, muito já foi alcançado e a mulher vem ocupando seu espaço na sociedade! No entanto, essa luta ainda está longe de ter um fim, pois é necessário nos ver livre do machismo para alcançarmos realmente a equidade entre os gêneros!

Hoje, a mulher ainda luta pelo direito de ir e vir em segurança, pelo fim da violência doméstica, por salários iguais e pelas mesmas oportunidades no mercado de trabalho! De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 13,4% de desempregados no Brasil são mulheres, o número corresponde à cerca de 6,4 milhões e o principal motivo é porque a presença dos homens ainda é mais forte no mercado.

A inserção da mulher no mercado de trabalho é um grande avanço para o gênero, mas apesar de ocuparem cerca de 44% das vagas de emprego, essa estatística cai quando o nível do cargo aumenta. Na direção e gerência, por exemplo, ocupam 37% e no topo dos comitês executivos, 10%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Como se não bastasse o desemprego, às lutas diárias, as diferenças no mercado de trabalho, a mulher trabalhadora também foi atingida pela Reforma Trabalhista. A nova legislação permite que gestantes e lactantes continuem trabalhando em locais de insalubridade, colocando em risco suas vidas e a vida do bebê, entre outros prejuízos.

Contudo, as mulheres conseguiram superar muitas barreiras através de uma luta que ainda não acabou!

O Sindigráficos parabeniza as mulheres pela força, pela coragem e pela garra com que lutam diariamente e pela história que construíram até aqui!

GALERIA