Sindigráficos e trabalhadores demitidos fazem protesto na porta da Gráfica RR Donnelley

Data da postagem: 16/10/2020

Na manhã desta sexta-feira, 16, um grupo formado por trabalhadores demitidos e a diretoria do Sindigráficos, voltou a protestar na porta da Gráfica RR Donnelley, no Tamboré, Barueri. A manifestação foi motivada pelo descaso com que os 916 demitidos pela multinacional estão sendo tratados.


Em abril de 2019, a empresa decretou autofalência e deixou todos na mão sem o recebimento de verbas rescisórias e demais direitos trabalhistas. “Estamos lutando para que a justiça seja feita. Vamos seguir unidos com os trabalhadores que devem receber o que é deles por direito”, afirmou o presidente do Sindigráficos, Joaquim de Oliveira.


No último dia 14, foi apresentado o primeiro Relatório Circunstanciado, com 1 ano e 7 meses de atraso. Segundo o presidente, o documento deveria ser apresentado mensalmente. “Mas isso nunca aconteceu. Muitos ainda estão desempregados no meio de uma pandemia e passando por sérias dificuldades”, afirmou.


Na manhã do dia 1º de abril de 2019, trabalhadores da gráfica foram surpreendidos com anúncio do fechamento das três fábricas brasileiras. A empresa multinacional pediu autofalência, em surdina, alegando “que o desenvolvimento de sua atividade empresarial deixou de ser economicamente viável”.

A manobra teria servido para livrar a empresa de dívidas e prejuízos, mesmo com um contrato milionário pago pela impressão das provas do Enem. Na época 916 trabalhadores ficaram desempregados e sem receber seus direitos.


GALERIA