Sindicatos se unem para pedir fiscalização de acidentes de trabalho para Superintendente Regional do Trabalho

Data da postagem: 17/06/2022

Os sindicatos organizados pelo Cissor (Conselho Intersindical de Saúde e Seguridade Social de Osasco) reuniram-se na quinta-feira, 9, com o Superintendente Regional do Trabalho de São Paulo, Marco Antônio Melchior. O encontro ocorreu na sede dos Metalúrgicos de Osasco e Região, com o objetivo de garantir a retomada das fiscalizações para prevenir acidentes graves. Representando o Sindigráficos esteve seu presidente, Joaquim de Oliveira, o Quinho.

Na ocasião, os dirigentes cobraram o funcionamento da Gerência Regional do Trabalho de Osasco, que oficialmente está no prédio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) de Osasco, mas sem placa de identificação.

Atualmente, a Gerência está sem Gerente e tem apenas quatro auditores fiscais. Destes, três com exercício em legislação trabalhista e um em Saúde e Segurança do Trabalho, porém exercendo atividades restritas. Isto é, hoje, não existe nenhum auditor fiscal para fiscalizar os acidentes na região. A redução de profissionais também é sentida nas funções administrativas.

A movimentação dos sindicatos já chegou na comissão de Direitos Humanos da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), nas Federações e nas Centrais Sindicais, demonstrando o “sumiço e o desmonte da fiscalização”, mesmo diante da escalada dos acidentes graves e fatais.

O encontro com o superintendente foi solicitado pelo Cissor (Conselho Intersindical de Saúde e Segurança Social de Osasco e Região). O MPT (Ministério Público do Trabalho), CEREST-OR (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – Osasco e Região) e Secretaria do Emprego, Trabalho e Renda de Osasco participarão do encontro a convite do movimento sindical.

GALERIA